Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Túmulo das Horas

Introspectivos e afoitos
Vão os sentimentos
Na ladeira letárgica
Donde encerra a magia
Prestimosa e namoradeira.

Às fartas, falam das praças
Levam nozes em alforjes
O medo do norte
Quedo e sangrento
Não há água, só ungüento.

Paira no ar, lúdica câmara
Arfando a nau em ermo mar
Distante de tudo, longe a soar
Campainhas colhem-na crua
Louca em estar.

O entorno tórrido do frio chá
Debanda vida e pesar
Põe-se a gozar
Com gérbera nas narinas
Tudo a findar.
Cesar Poletto
Enviado por Cesar Poletto em 10/09/2006
Código do texto: T237159

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cesar Poletto
Piracicaba - São Paulo - Brasil
730 textos (34088 leituras)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 08:49)
Cesar Poletto

Site do Escritor