Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Todos os homens são meus irmãos

Século vinte! Guerras, discórdias, traições,
atentados à bomba, assassinatos, mortes
às milhares, suicídios, raptos, destruições
de cidades erguidas por gerações fortes,
incidentes de toda a espécie! Conclusão?...
O Homem combate seu irmão, sem ter razão.

Mas porquê?!...Haverá no Homem diferentes
elementos, formando o corpo de que é feito?
O sangue que, nas veias, desliza, às torrentes,
e o coração que encerra, cada um, no peito,
acaso serão gládios para combatermos
ou forte razão para nos desconhecermos?

Todos sabemos bem que os homens são iguais.
A corrente sanguínea que nos atravessa
o coração, motor de impulsos vitais,
e o cérebro, recheio da nossa cabeça,
jamais os poderemos conceber, jamais,
como armas para a morte dos nossos ideais.

Século vinte! Terra em frémitos de guerra,
rebuscas planetárias, sondas espaciais,
cruzando o etéreo espaço, emitidas da terra.
Homens trilhando a vida em momentos cruciais!
Assassinatos, drogas, espionagem, ciência,
sabotagem, miséria...mundo sem paciência!...

...somos todos produto do mesmo Criador,
fomos todos moldados pelas mesmas mãos:
pretos...brancos...vermelhos...não importa a cor.
No fundo, importa é que todos somos irmãos.
batista_oliveira
Enviado por batista_oliveira em 11/09/2006
Reeditado em 23/04/2013
Código do texto: T237780
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
batista_oliveira
- - Porto - Portugal, 64 anos
31 textos (724 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 02:46)
batista_oliveira