Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Relojoeiro

As pessoas não dão valor às suas horas. Vivem perdendo tempo com futilidades, com devaneios, com sonhos infantis, com um tédio que, se não as esmaga cruelmente, simplesmente as deixa no meio do lodo.
E contemos nossas horas. Quanto tempo gastamos em nossa vida moderna e chata, quanto tempo não deixamos correr e vivemos a correr atrás daquilo que já está longe.
Daí eu admiro os relojoeiros. Eles vivem a consertar nossas horas quebradas, nossos minutos partidos e nossos segundos fraturados. Para que depois não tenhamos mais tempo de nos ocuparmos de nosso tempo, e nosso tempo acaba , enfim morrendo.
É nessa hora que não precisamos mais dele!
Fabio Melo
Enviado por Fabio Melo em 15/09/2006
Código do texto: T240552

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fabio Melo
Santo André - São Paulo - Brasil, 32 anos
799 textos (255507 leituras)
6 áudios (1607 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 03:22)
Fabio Melo