Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TEMPO DE MENTIRAS

DIA CINZA.
A ANGÚSTIA EXPOSTA,
NAS RUAS DA AMARGURA,
A PINTURA DESCORADA,
NA CARA DO PALHAÇO,
NÃO CONTÉM O CHORO,
DE QUEM POR ALI PASSA.
CARROS VENDENDO
PROPAGANDAS ILUSÓRIAS DE POLÍTICOS...
É TEMPO DE MENTIRAS,
QUE O VENTO CANTAMINA.
VENDEM-SE MENTIRAS,
COMPRAM-SE MENTIRAS,
DEPOIS NÃO RECLAMAM
A AVARIA DA MERCADORIA.
SABOTAM, FRAUDAM,
E OS TOLOS DORMEM,
DESEJANDO A ESPERANÇA.
POLÍTICOS SEM MEDO,
NÃO TEM LEI PRA SALVAGUARDAR O MEDO.
MORTES, ESCANDALOS,
É A LEI DO DESMANDO,
PRA NÃO PERDER O PODER.
SENTIMENTOS CERRADOS,
MORTOS, ACHINCALHADOS...
A INSENSIBILIDADE É QUEM GANHA,
NESSE MUNDO DE PURA GANÂNCIA,
QUE ESPALHA TERROR E DESESPERANÇA.
CINZA É A COR DO MUNDO,
É A COR DA CIDADE,
É A COR DO PALHAÇO,
É A COR DO TOLO,
É A COR DA HUMANIDADE,
QUE O TEMPO VAI COSTURANDO,
ATÉ A ESPERANÇA TROCAR,
DE CINZA PARA LARANJA,
A COR DESSE VASTO MUNDO.
NÃO EXISTEM ALEGORIAS,
NÃO EXISTEM METÁFORAS,
PRA ILUDIR O DIA À DIA.
SÓ UM TEMPO DE VERDADES,
SÓ UM TEMPO DE AMOR,
SÓ UM TEMPO DE POESIAS,
PRA DESCERRAR OS SENTIMENTOS,
PRA ALIVIAR A DOR.



20/09/06      TEREZA NEUMANN
Tereza Neumann
Enviado por Tereza Neumann em 20/09/2006
Código do texto: T244847

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Tereza Neumann). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tereza Neumann
Salvador - Bahia - Brasil, 62 anos
330 textos (15754 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 12:33)
Tereza Neumann