Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

REENCONTRO COM O AMOR



Por vezes sinto necessidade de falar daquilo que ainda não conheço.
E são tantas as coisas que ainda não conheço…
São tantas as realidades que ultrapassam a minha imaginação!...
São tantos os medos que nascem e morrem todos os dias!...
Existe tanto para eu descobrir e para eu revelar!...

A minha alma tem sede e fome do saber: Quer pular, rir, cantar e, ao mesmo tempo, quer chorar!...
Chorar ante a constatação da grandiosidade de tudo o que a rodeia e bater à porta da sabedoria, olhar para cima e compreender o quanto eu sou pequeno, enquanto ser humano...
O quanto tenho ainda para deslindar! …
Ah, como desejo desesperadamente aprender, numa ânsia que percorre todo o meu ser, como se nada mais interessasse neste mundo tão falível e sofredor.

Que sei eu da vida afinal?...
Que sei eu da aprendizagem da alma?...
Quais os ensinamentos que realmente importam assimilar?...
Sou apenas um pequeno nada, na vastidão dos Universos da Vida!...
Tudo quanto faça ou deixe de fazer, talvez não seja assim tão importante…
Mas sei que não posso pensar desta forma… Afinal, na imensidão da praia, todos os grãos de areia contam e nenhum parecer ser mais ou menos dispensável que outro.

Não posso perder o comboio da Existência.
Ontem, hoje e amanhã, são meros conceitos de um breve instante no tempo.
A harmonia reina em tudo o que existe, quer esteja ao alcance dos meus sentidos ou não esteja.
Muitas são as realidades que posso testemunhar, mas apenas existe uma Verdade.
Sou um ser que brilha para além de qualquer tipo de trevas e, embora muitas sombras possam ocultar o clarão, a minha Luz jamais se apagará.

Algo murmura aos meus ouvidos, para que eu não ceda às tentações e tantos são os obstáculos que tentam alterar as minhas passadas. Mas eu sei por onde quero ir, e rezo para ter a hipótese de poder seguir o meu adivinho.
Preciso alcançar o Reino que há tanto tempo deixei um dia e, à vista do Castelo Iluminado, quero clamar a minha alegria:
- Pai, o filho pródigo vai no bom caminho!!!


Henricabilio, 31/05/2006

HENRICABILIO
Enviado por HENRICABILIO em 21/09/2006
Código do texto: T246116
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.Henricabilio.web.pt). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
HENRICABILIO
Caldas Da Rainha - Leiria - Portugal, 55 anos
573 textos (246247 leituras)
20 áudios (22305 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 08:22)
HENRICABILIO