Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sob o Braseiro da Luxúria

Trouxe o bragal asseado e turvo
Ao norte inquisitório da alma
Sob as lenhas do lençol molhado
Paixão singra no arfar bendito.

Notas rompem sinapses
Cordas e metais ciciando
Córtex amainado no lóbulo
Vida a preencher meandros.

Cava a emoção, aborda
Escotilha escancarada
Lume presente no limoso ventre
Odisséia carnal invulnerável.

Sopro ao céu, sete cores manchadas
Pérolas de gelatina ingerem o ar interno
Inseminam minuciosos sentimentos
Pelos cravejados pensamentos da libido.
Cesar Poletto
Enviado por Cesar Poletto em 22/09/2006
Reeditado em 22/09/2006
Código do texto: T246740

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cesar Poletto
Piracicaba - São Paulo - Brasil
730 textos (34088 leituras)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 10:49)
Cesar Poletto

Site do Escritor