Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mulheres

O tempo passa, suave, confortante, calmo. Banha com calma sublime a inconstância que abaixo ressoa. Observando, atento, aquelas que lá estão. Observando aquela que...

...se espalha, quente, ardente como o fogo. Abre caminho impiedosamente, consumindo tudo em seu caminho, sem dó, sem razão. Assusta, apavora, machuca, destrói. Mas não para sempre. Faz apenas para renovar o caminho para a vida, para o prazer. Esta é a PAIXÃO.

...contagia rapidamente como uma epidemia. Atinge a um e estende-se à tudo em volta. Chega, transforma, deixa marcas, e lentamente se esvai como veio. Às vezes de algum lugar, às vezes de lugar algum. Esta é a ALEGRIA.

...fria, áspera, amarga como o fel. Desce, deprimindo a sensação, causando o rompimento com o positivo, a queda das forças, o fracasso das tentativas. Essa é a TRISTEZA.

Todas mulheres.

Mulheres que com sua força flamejante de paixão, abrem caminho impiedosamente, consumindo todos os obstáculos que surgem em seus caminhos sem dó das conseqüências, sem razão para seus atos. Assustam-se no começo, apavoram-se com a idéia de falhar, machucam-se com ocasionais fracassos, destroem os falsos ideais de futuros diferentes. Mas não para sempre. Fazem apenas para renovar o caminho para que novas vidas de paixões se abram, para prazeres das conquistas de felicidades. Estas são mulheres apaixonadas.

Mulheres que contagiam rapidamente o ambiente, como se fossem uma epidemia de sorrisos, risos e gargalhadas. Atingem a um que esteja por perto, e estendem-se à tudo o que estiver em volta. Chegam sorrindo ou gargalhando, transformam toda a sensação do ambiente, deixam marcas de felicidade por onde passam, e lentamente se esvaem do ambiente sorrindo ou gargalhando como vieram. Às vezes de algum lugar se preocupam em planejar seus atos, às vezes de lugar algum se preocupam em planejar. Estas são mulheres alegres.

Mulheres que são frias com seu gelo eterno e sem sentido, amargas como o fel do próprio sofrimento. Descem todos os dias de seus pedestais de falsa felicidade, deprimindo a sensação de felicidade do ambiente, causando o rompimento do sagrado e dificilmente conquistado pensamento positivo, a queda das forças de risos e sorrisos que esmaecem em suas presenças, os fracassos das tentativas da felicidade. Estas são mulheres tristes.

Todas mulheres.
Eduardo Setzer Henrique
Enviado por Eduardo Setzer Henrique em 23/09/2006
Código do texto: T247192
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Eduardo Setzer Henrique
São João Del Rei - Minas Gerais - Brasil, 32 anos
56 textos (3144 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 16:13)
Eduardo Setzer Henrique