Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Insólito

Caminha-te por ramos e rosas cortantes que insultam pela beleza das cores e inflamam razões importunas das quais deixei à muito tempo. Deixai-me sem rumo, sem dores, sem preconceito, deixai-me nu de uma razão recíproca a beleza sulfante.
Ainda sobram-me passos, passos cansados de deixar algo pra trás, deixar alma, deixar a calma. Sobram-me poucos desejos e glórias tais quais ferem-me a face com seu vento oblíquo e calvo.
Sorrio depois das trevas onde cegam-me cores no horizonte, cores que em seus olhos trazem tão gritantes, tão agressivos, tanta paz.
diplomata diplomata
Enviado por diplomata diplomata em 24/09/2006
Código do texto: T247884
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
diplomata diplomata
Campinas - São Paulo - Brasil, 1015 anos
14 textos (888 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 08:21)