Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A DEFESA DO BRUTO


PROSA POÉTICA

A DEFESA DO BRUTO

CORRENDO ENTRE MANGUEIRAS
MIJANDO AQUI E ELI
NUM DOMINDO DE SOL
PLENA LIBERDADE
JUNTO GALINHAS E PATOS
POMBO, PASSARINHO E GUINÉ
- TÔ FRACO ERA A CANTIGA
MELODIA DA MANHÃ
FOI QUANDO O BICHO CORRENDO
PERSEGUIU A SUA PRESA
TÃO FRÁGIL, TÃO INDEFESA
SEM TEMPO, SÓ DEU UM GRITO
SEU PESCOÇO ABOCANHADO
O POBRE CACHORRO – COITADO
NO AFÃ DA BRINCADEIRA
MATOU SUA COMPANHEIRA
E HOJE LHE PEDE PERDÃO
COMO RESOLVER A QUESTÃO
DO HOMICÍDIO CANINO
DEPOIS DE MORTA A GALINHA
VÊ-SE SOLTO O PERSEGUIDOR
O PERDÃO DA SUA CONDUTA
AOS CÉUS HOJE SUPLICA
A LIBERDADE GARANTIDA
DE QUEM MATOU POR AMOR!
CrisLima
Enviado por CrisLima em 29/09/2006
Código do texto: T252086
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
CrisLima
Caruaru - Pernambuco - Brasil, 44 anos
156 textos (7831 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 06:39)
CrisLima