Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

    Sou outono na primavera 
Rosa Pena



Os dias são sempre tão iguais, a mesma pasta de dente, o fio dental, a xícara com o café quente, a manteiga antes do queijo, a bolsa com celular, abro o portão ligeiro, afago o cão e aviso que estou com pressa, como se isso lhe interessasse. Ouço o rádio da vizinha aos berros, sintonizado no seu programa predileto. Ruas e avenidas com os mesmos desenhos, o corre-corre de gente, meu carro velho e preguiçoso teima em não partir de primeira.

Chego ao estacionamento, reclamo do meu lugar ocupado. Coloco o crachá, rodo a catraca, entro ligeira. A pressa eterna companheira. Sento no micro, maldigo a caixa cheia de e-mails como se quisesse ela vazia. Sonho com as férias. Vou para o lugar de costume? Fecho os olhos e reflito. Quem sabe os dias são completamente diferentes, pois mudam até de estação e quem é sempre igual sou eu, que fica parada na mesma?

Por isso fui arrancada de seu calendário tão de repente. Eu sou ontem.

 
Rosa Pena
Enviado por Rosa Pena em 29/09/2006
Reeditado em 06/05/2014
Código do texto: T252427
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Rosa Pena
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
960 textos (1416482 leituras)
48 áudios (24765 audições)
33 e-livros (29000 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 06:38)
Rosa Pena

Site do Escritor