Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tão Mal...

Então... no final das contas não estou tão mal... não o quanto imaginei que fosse estar. Verdade... a notícia foi como um iceberg, seguido de uma bomba, tenho certeza que qualquer um poderia ver no meu rosto o susto. Mas, após conter meu surto psicotico, voltei ao mundo, pelo menos assim acho.
Estava até que muito animada, depois de tanto tempo, vezes seis claro, não ver... é comparado aquela semana de alivio, agora quase eterno, para o destroçado peito, um descanço.
Continuo não desejando mal, apenas desejando não mais pensar. Acho que não tem maldade nisso. Não perguntei a ninguém, como se não soubesse. Claro, que ouvir algo sobre, deu o velho frio na barriga, parei para ouvir a notícia, mas não era nada além do que não ver.
Sinceramente, desejo a felicidade, da mesma forma que desejo a mim mesma. Espero que tenha encontrado a "tal" felicidade, eu vou assim também busca-la, pena que não em "nós", mas... paciência...
Dizem que as flores não florecem no primeiro dia de primavera. Só não espero esquecer e torcer para que cresçam no inverno.
No final disso tudo, só posso repetir: ... até que não estou tão mal por não te ter...
Claudia Rayzer
Enviado por Claudia Rayzer em 02/10/2006
Reeditado em 17/04/2007
Código do texto: T254868

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Claudia Rayzer
São Vicente - São Paulo - Brasil, 31 anos
139 textos (6844 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 07:49)
Claudia Rayzer