Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ONTEM APENAS

Cedo,
Dia lindo
Eu com a corda toda.

Corre, corre
Vai e vem, trabalho, sufoco, stres.

Tarde,
Armou-se uma barra
P’ras banda do poente.
Chão vermelho, solto
Rodamoinho forte levantou poeira,
Papeis ,folhas.
Galhos caiam, um caos total.

No céu,
Raios de sol avermelhado, turvo
Na mistura de lixo e pó.

De repente,
Cai um tempo daqueles.
Imagine o banho que levamos.
Eu, comigo naquele momento,
Pensamos... nada vale a fúria
Tudo passa, a chuva, o vento, até mesmo
A raiva do instante.
Parei contei um a um todos os meus botões,
O banho estava tomado
Restou-me enxugar
E aprontar-me
Para amanhã.
Sebastião Bronze
Enviado por Sebastião Bronze em 08/10/2006
Código do texto: T259259
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sebastião Bronze
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 56 anos
72 textos (4061 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 08:00)
Sebastião Bronze