Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Deus calou minha voz...

Do fruto que tu provas em tuas trovas,
Do mal que consome a saúde, a miude,
Dos cantos que cada encanto pode ter,
Da incerteza  que forja a certeza de viver,
Do jeito que se curva o peito para amamentar,
Do jeito que Deus escreve na natureza,
Do jeito que a angustia pode ser evolução,
Do jeito que a mentira é falsamente verdadeira,
Do jeito que a vida é passageira,
Do jeito que o homem fala ele se cala.
Cala-se pela conveniência,
pela benevolência,
pela disciplina,
pela cosnsciência,
pela aparência...
Cala-se por piedade,

pelo poder ,

pela paternidade,

pelo dever...

Cala-se enfim quanto se rotula sabedor

dos destinos, sem poder controlar o proprio

intestino...

Cala-se diante da derrota,

quando não arrota vitória desmerecida...

Mas, a mulher não se cala sem razão,

apenas com o perdão...

Calar-se não é demerito, tampouco fraqueza,

faz parte da natureza...

E o reconhecimento da existência a um ser

Superior...

Deus, calou minha voz,

Não minhas palavras,

não meus gestos,não minha vida,

não meu destino;

no fim da vida, me transforma  em menino...
léalson
Enviado por léalson em 08/10/2006
Código do texto: T259303
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
léalson
Ibiuna - São Paulo - Brasil, 64 anos
42 textos (1552 leituras)
42 áudios (2811 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 16:38)
léalson