Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

sobre meninas, flores e força.

Sempre me senti mal ,nunca, enquanto menina, fui bem pelo caminho,só via flores murchas em mim.
Porém depois que surgiu uma menina nunca mais errei o caminho.
Sempre fui flor com espinho, enquanto flor ninguém me via pelas pétalas ou pelo aroma,só não acreditava que havia força em mim.
Porém depois que me deram uma camélia nunca mais deixei de florescer.
Sempre me vi fraca, enquanto força ninguém me via do bem, só era mais uma menina.
Porém depois que me mostraram a fraqueza nunca mais deixei de ser forte.
Neste lapso do tempo descobri que se para ninguém fui alguém , na verdade eu sou menina , flor e força dentro de uma única aglomeração atômica.
Hoje te falo que se você não foi importante para uma mãe, seja uma mãe importante para alguém.
Hoje eu te peço que se você não foi respeitado por alguém, seja um ser respeitoso com todos.
Hoje eu te imploro que se você não foi amado por alguém ,seja o grande amor de outrem.
A vida, meu caro não é uma construção de elogios de você para você mesmo, a vida não é uma personalidade marcante da boca para fora, a vida não é desdém por quem lhe tem apreço.
Perceba, meu importante amigo, que excesso de força é sinal de fraqueza e que o mais frágil cristal custa muito caro.
Falando sobre meninas, flores e força, me apresento:-Sou Hellen Caras, mãe da melhor menina, dona da flor mais perfumada e força propulsora de um mundo:
O meu mundo e nada mais!




Anna Karenina
Enviado por Anna Karenina em 24/10/2006
Código do texto: T272790
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Anna Karenina
São Paulo - São Paulo - Brasil
60 textos (3750 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 05:31)
Anna Karenina