Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

 "VALSA COM AMOR"

Evaldo da Veiga


Lembro de minha juventude quando se dançava valsa
 nas festas de formatura. 
Que lindo. O formalismo até que pegava bem. 
Os músicos em traje de gala, 
em um rigor que não machucava, ao contrário, 
dava uma certa pompa sem arrogância, sem máscaras, era ornamento ao amor.

A Valsa era dançada com o casal afastado em corpos.
Somente a alma e o desejo juntinhos e protegidos na invisibilidade. 

Nos bailes dos sábados e nas domingueiras, 
era diferente; dançava-se o Belero coladinho, naquele
 arrebatamento de absoluto tesão. 

Para fugir da denúncia do próprio corpo, quando
 ia terminando a música, íamos para próximo da parede, 
de costa para o salão; se tivéssemos de nos movimentar,
 por razão maior, era a mão no bolso que camuflava o tesão. 

As meninas lindas e molhadinhas não se preocupavam, 
a umidade do desejo estava resguardada; era, 
além da calcinha, a anágua e a saia, ninguém percebia
 que a menina com carinha de Santa estava no cio, 
no mais ardente tesão.

E era Santa mesmo, não fora aquele tesão lindo naquele 
ar gracioso de busca do Amor?

evaldodaveiga@yahoo.com.br

Evaldo da Veiga
Enviado por Evaldo da Veiga em 29/10/2006
Reeditado em 19/04/2012
Código do texto: T276771

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Evaldo da Veiga
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 73 anos
952 textos (313610 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 06:39)
Evaldo da Veiga