Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Votando com a barriga

Finalmente terminou,
A cansativa reeleição,
Que tornou nosso país,
Na Ilha de Utopia,
De civilidade por um dia,
Onde povo pensa ser gente,

E a gente que não é povo,
Ficou estarrecida,
Em parte aborrecida.

Vai começar tudo de novo?
Não venceu o partido A,
Não perdeu o partido B,
Quem ontem se elegeu,
Foi a vontade de comer.

Que triste ver o país,
Do bingo, do mensalão
Votando com a barriga,
Ignorando a corrupção,
Porque a fome obriga.

Isto pra mim não é ordem
Nem muito menos progresso,
É apenas desespero,
Espelho do retrocesso.

É triste ver a nação,
Trocando voto por pão,
Então faço como o povo,
Engulo tudo de novo,
Calo minha boca com feijão.
Ullisses Salles
Enviado por Ullisses Salles em 30/10/2006
Reeditado em 14/12/2015
Código do texto: T277281
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Ullisses Salles). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ullisses Salles
Suíça, 40 anos
219 textos (69865 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 11:19)
Ullisses Salles