Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

IV - ( R F ) - PAI VOCÊ SERÁ O MEU MESTRE!

Manoel Lúcio Medeiros!
Fortaleza – Ce, 14/Agosto/ 2005.

REFLEXÕES FÚNEBRES.

I

Os teus conselhos ficarão na minha alma,
Estarão presentes, no meu coração,
Na prática cotidiana, vivenciá-los-ei,
Aos meus filhos, transmiti-los-ei,
Eles são a razão desta miscelânea,
Escritas com tanto amor!

II
Pai você foi e sempre será o meu mestre!
O maior professor do mundo!
Levarei tua memória e tua lembrança,
Até ao túmulo, onde lá um dia,
Encontrar-me-ei contigo na glória,
Em meio aos anjos de Deus!

III
Lá, eu creio que te verei de novo!
Lá para sempre estaremos juntos!
Em corpos novos ressurrectos,
Onde jamais a morte nos tragará!
Pois estaremos seguros,
Com toda uma eternidade pela frente!

IV
Mas enquanto eu viver,
Sempre serei teu filho,
Pois um filho nunca deixará de ser filho,
E um pai nunca deixará de ser pai!
Guardarei estas coisas no baú do coração!
Obrigado papai!




HISTÓRICO: Poema fúnebre, que fiz em homenagem ao meu pai, por ocasião aos dias dos pais, onde nós que somos humanos, sujeitos as emoções e aos sentimentos, por mais que queiramos ser fortes, não resistimos a saudade, a distancia, e a falta da companhia, mesmo tendo a indubitável certeza de que um dia nos encontraremos na glória. Aqui sofremos as lembranças, e choramos a falta deste alguém que tanto amamos,por mais que sejamos fortes. por mais que queiramos esconder o lado sentimental, não conseguimos!A saudade supera tudo, e somos envolvidos por este amor inseparável.


Direitos autorais reservados.
Malume
Enviado por Malume em 06/11/2006
Reeditado em 11/11/2006
Código do texto: T283921
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Malume
Fortaleza - Ceará - Brasil
452 textos (16874 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 20:15)
Malume