Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ÂNSIA DE AMOR!

Porque não me telefonas, amor?
Meu coração não pode mais
Viver o revés desta distância...
Devora-me a ânsia  da hora incerta,
O desespero de  suportar a tua ausência!
É duradoura demais  tua impertinência!
Não dá nem pra te esquecer por um minuto.
Os dias são anos, os segundos desenganos,
A vida  prantos, choramingos e paixão.
Interminável infinito céu sem estrelas!
Se asas eu tivesse, fugiria para teus braços,
Te beijaria de manhã ao anoitecer
E  com certeza tu serias minha existência
E eu seria teus momentos de prazer.
Nos teus afagos e desejos cairia
E plantaria para ti um " mar de rosas "
Pois flor já és no jardim da minha vida!
És encantada musa do meu viver
Inspiração das minhas horas sem te ver.
A natureza desaquece o meu calor
O escurecer acende o peito e a minha dor
O anoitecer já não parece ter valor
O amanhecer não tem clarão sem teu amor!
E também  deixa esmaecido o pobre ser
Se  meu pecado for maior que o teu querer
Vivo o impacto da loucura de te amar
Mas nunca hei de em qualquer tempo te esquecer!
Zecar
Enviado por Zecar em 28/06/2005
Reeditado em 15/06/2016
Código do texto: T28584
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Zecar
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
249 textos (20148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 19:50)
Zecar