Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MULHERES DE LUTO

Fecham-se os espelhos na negra veste. Os passos são marcações das horas que douram nas tardias silhuetas. O portal do jardim encerra a infância com os vestígios do cheiro do jasmim. O canto é a suave brisa nas vidas despidas das próprias uvas. A vindima, enfim, colhe os frutos, fermenta o vinho nos barris aquecidos e o derrama sobre as lembranças embriagadas, enquanto o sino na torre da igreja descansa no badalar das estações.
Helena Sut
Enviado por Helena Sut em 09/11/2006
Reeditado em 21/11/2006
Código do texto: T286814
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Helena Sut
Curitiba - Paraná - Brasil, 47 anos
614 textos (790056 leituras)
2 áudios (1258 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 18:47)
Helena Sut

Site do Escritor