Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TEJO

Entre as margens do Tejo, sou rio magenta no horizonte adormecido... Sou a prova do vinho no dia de São Martinho, os tantos portos esquecidos além oceano, as tantas estações que atravessam o destino... Sou o tempo e o continente, o cais e o curso, a margem e a margem... Sou rio que deságua, alaga e chora, sou rio que adormece com o acalento dos tardios movimentos do sol de outono, sou rio que evapora com a suave brisa dos ancoradouros... Sou o passo e a terra, o renascer na avenida entranhada nos portais iluminados, o sangrar dos caminhos que ainda sussurram os sonhos, o cicatrizar da percepção com uma nova memória...
Helena Sut
Enviado por Helena Sut em 11/11/2006
Reeditado em 21/11/2006
Código do texto: T288674
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Helena Sut
Curitiba - Paraná - Brasil, 47 anos
614 textos (790101 leituras)
2 áudios (1258 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 10:09)
Helena Sut

Site do Escritor