Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Intimidade

Intimidade requer outro tato -sutil. Demanda afinidades invadindo âmagos -ontológicas. É visão unindo focos -mesmo sabendo a divergência na representação. Quer corpos dançantes -incertos quanto ao quem comanda quem. É o terceiro -feito de dois.
Na intimidade partes minha e tua compõem o universo no qual eu não sou puro eu, nem tu és apenas tu. O “nós” é maior que as partes, embora tenha nelas a sua condição.
O trágico da intimidade é que ela exige liberdade. Não basta só um querer, desejar, necessitar...
A intimidade é sempre proposição, nunca intimação. Proposta, conduz escolhas. Imposta, aborta vontades.
Se um propõe e o outro dispõe, ela se faz.
Intimidade que intimida não nutre, aniquila. Dissimulada, desconfia. Comprada, anula. Evasiva, sangra. Invasiva, mata.
Entrega lhe é essencial: uno mundo, duplo ser.
Os limites: zelo ético, respeito e verdade.
A intimidade não aceita queixa de falta antecipada. Nem lamento no depois. A coragem de vivê-la é indispensável à experiência de poder curti-la.
Na intimidade não cabe o jogo de poder. Falar, menos o que deve ser feito. Fazer a exceção do que se diz. Meias palavras, olhar de espio, gestos mancos, teorização parcial, pressuposições, ou que o outro adivinhe nossa intenção.
Intimidade é coragem. Presença na solidão comum. Escuta a gritos há muito sufocados. Paciência no verbo obscuro. Um passo em vazios complementares. Morte das vidas vividas. Vivência das mortes de todo dia. Ouvido aos demônios de ambos. Bênção aos anjos de cada um. É partilha de vida pura, sonho franco, vinho e pão. Existência por significar.
Proponha o outro de nós, a abertura possível, a união que individualiza, o mistério que seduz. Sentimentos mesmos. Essas coisas fazem a intimidade que "intima" –irrecusável, porque nela me vejo, faço-me, me reconheço, posso ficar.
Wilson Correia
Enviado por Wilson Correia em 13/11/2006
Reeditado em 13/11/2006
Código do texto: T289845

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wilson Correia
Amargosa - Bahia - Brasil
1192 textos (497910 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 16:50)
Wilson Correia