Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESCANSE NA DOR

Sentimentos inundados
Foge, bicho morto!
Vá-te ao fim do fardo, e, se voltar, traga consigo o úmero ou o omoplata
Marcou a cruz inversa, o toque sombrio da aldrava.

Na cova abissal, impregne teus buracos com cadaverina
Meta fúria na pútrida laje, assopre a rota e casta bota
Arrote o doloroso estribilho
E descanse na dor.
Cesar Poletto
Enviado por Cesar Poletto em 23/11/2006
Reeditado em 28/05/2009
Código do texto: T299478

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cesar Poletto
Piracicaba - São Paulo - Brasil
730 textos (34087 leituras)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 04:35)
Cesar Poletto

Site do Escritor