Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CRISTAIS AO SOL

EU SOU UM CONTO PROSAICO,
SOU UM CANTO SERESTEIRO,
O MEU CORPO É POESIA,
SOU A LUZ DO CANDEEIRO.
NÃO TENHO GÁS PRA VIVER ACESO,
MEU DIA À DIA É MAIS QUE UM BREU,
NO ESCURO, A NOITE, NÃO HÁ DE MORRER,
A LUZ DO LUAR IRÁ ACOLHÊ-LA.
DORME DOCE NOITE,
A ALVORADA DE FOGOS IRÁ FESTEJÁ-LA.
TEUS CORDEIS CONTARÃO TUA MAGIA,
ATÉ OS TEUS SONOS,
DORMIREM TÃO LEVES,
REFESTELANDO-SE DE TANTAS POESIAS...
DRUMMOND SAÚDA A CHEGADA DO DIA,
QUINTANA OBSERVA,
AS SEBES DO TEU QUINTAL,
E O CÉU ABERTO,
CIRCUNDANDO AS PAINEIRAS VIVAS,
NOS ARRABALDES, ONDE AS NUVENS,
DESAGUAM TEU LÍQUIDO MATINAL,
GOTINHAS DE ÁGUA DE CHUVA,
SOL FRIO,
CONSTROEM O ARCO-ÍRIS,
QUERO VÊ-LO NATURAL,
CRISTAIS AO SOL,
CONSTROEM O ARCO-ÍRIS NA VIDRAÇA,
NÃO QUERO VÊ-LO ARTIFICIAL.
TUDO FICA MAIS BONITO,
EU SOU UM CONTO VIVO,
OLHE-ME E FAÇA-ME UM CONTO ESCRITO.



23/11/06   TEREZA NEUMANN





Tereza Neumann
Enviado por Tereza Neumann em 25/11/2006
Reeditado em 01/12/2006
Código do texto: T300936

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Tereza Neumann). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tereza Neumann
Salvador - Bahia - Brasil, 62 anos
330 textos (15756 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 06:10)
Tereza Neumann