Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O DIA EM QUE A INSPIRAÇÃO NÃO VEIO

E eu fiquei ali, esperando-a passar. Mas ela não veio. Tomei mais um gole de chá e ela, infelizmente, não veio. Cantei, sorri, esperei, e ela? Ela não veio...

Fiquei esperando por algum tempo... Horas, dias, semanas, meses... Não sei dizer ao certo. Apenas sei que ela não veio.

E como em um sonho me arrisquei a escrever alguns versos. E eles vieram! Bonitos, reluzentes, cheios de graça... Arrisquei-me mais uma vez, e eles tornaram a aparecer. Achei bonito aquilo, na ausência da inspiração, os versos me acometerem. E então passei a rimar.

Rimei, rimei demais. Não sei se as rimas foram providenciais, mas me fizeram sentir paz... E pra inspiração nem dei bola mais. Apenas pensei que, sem ela, meus dias nunca mais seriam iguais.

Às vezes ela passa por mim e tenta me seduzir. Mas já estou vacinada, e dela me permito fugir.

Mas quando ela quer me “sacanear”, aparece sem hora marcada, sem mais... E me faz acreditar que, sem ela, meus dias podem ser sempre iguais.


São Paulo, 27 e 28 de Novembro de 2006. Dias de transpiração total.
Bruna Pattiê
Enviado por Bruna Pattiê em 28/11/2006
Reeditado em 03/08/2007
Código do texto: T303742

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome da autora - Bruna Pattiê). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Bruna Pattiê
São Paulo - São Paulo - Brasil, 34 anos
150 textos (12758 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 15:37)
Bruna Pattiê