Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Olho de Vidro

Haverá um dia em que o dia não será mais
minhas letras não serão mais
meus olhos não verão mais
e ainda que Carlos diga:
"chega uma hora que a vida é uma ordem"
esta ordem também não será mais
porque mudada para uma nova ordem
o fim.
 
E como será? o fim?
será que existe realmente aquela bruxa, que Edward Bloom conseguia ver em seu olho de vidro o seu fim? será que saber o nosso fim é solução? nunca mais teve descanso aqueles que souberam ler o olho de vidro da bruxa. Toda aparência, toda semelhança suscitava ao olho, à Bruxa, ao fim.
 
Mas "chega uma hora que a vida é uma ordem"
não há saída. não há mais aqueles atalhos que encontrávamos quando jovens. não há mais a marca de revolução. não há mais o passeio das meninas sorridentes porque viam rosas pelas calçadas, rosas nas mãos dos meninos, rosas em seus cabelos, rosas que adornavam. não há mais a espera da mulher na janela e nem a despedida da mesma mulher. não há mais amor pelas pedras e ferros que contam a nossa história. não há mais o cuidado do Criador em nos manter vivos. apenas uma ordem. Totalitarismo. Autoritarismo. qual a vida vivida na bela Rússia de Lênin e Stálin. apenas: Viva! é quando a vida deixa de ser estímulo aprazível e torna-se uma sem saída, um viver por viver. aquilo que os ocidentais chamam: rotina.
 
Por Cristo, não compare rotina com a barbárie bolchevique! mas não deixe de perceber a barbárie da rotina! a primeira é a destruição de tudo que é contrário a uma ideologia genocida. a segunda é Mozart querendo mostrar algo novo e sendo ignorado e querendo fazer o mais do mesmo e sendo ironizado. será que Mozart também tinha parte com a Bruxa de Ed Bloom?
Rodiney da Silva
Enviado por Rodiney da Silva em 29/11/2006
Código do texto: T304322

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rodiney da Silva
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 46 anos
255 textos (11179 leituras)
2 e-livros (68 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 15:18)
Rodiney da Silva

Site do Escritor