Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Nossa Terra

Ah ! Este rincão querido ! ...
Terra d' Areias , terra do descalvado !!!
Onde se encontra guarida,
Onde encontram resguardo ....

Terra d'Areias, terras do Descalvado !!!
Rincão amigo, companheiro ....
Onde o ousado caminheiro
Deita seu corpo cansado ...

Vindo de longas paragens
Encontra nas terras d'Areias
Aconchegantes paisagens !

Vislumbra a beleza Eterna da natureza
A declamar seu nome !
E este amante , recém-feito,
Apaixonado, enfeitiçado,
Lança a vida neste leito.
Deita-se e da terra tira,
Leite , mel ... Filhos varões
Para seguir seu preito...
Finca o paterno caminheiro
Raízes profundas nesta terra,
Busca sua morada
No pé da serra.
Neste chão de terra amada
Grita aos quatro ventos
Que agora tem abrigo
E que dantes - mil momentos-
Nada tinha. Só perigo !
Hora os Gês em defesa
Atacam o invasor e fogem .
Este se enfeza, fica.
Rouba o silvícola
Que apavorado corre
Sempre mata a dentro.
O infeliz se consome !
Na fome, na dor ... morre !!!

É o progresso chegando
Nestes confins da Sesmarias
De Amador Bueno...
Agora já terras d'Areias
De José de Castilho...
De Florência de Jesus,
Que deu trono e guarida
À imagem, Santa prometida
Com seu tamanho e peso
Pela saúde restabelecida
-Senhora de Beth-le-hem
Sua Padroeira ...
Sua Companheira !
A graça é recebida !!!
Talvez o primeiro milagre
Nas terras dadas d'Areias !!!
Uma capela ergueu,
A Virgem entronou
Descalvado nasceu !!! ...

Vinda de terra distante
Tão fabulosa imagem
Perfeita pintura
- Em madeira, cerne nobre
Real textura!!!
" Virgem de Beth-le-hem "
Quando esta chegada
Em carro por bois puxado,
Adentra às terras de Belém
Belém do Descalvado ,
Tocado pelo negro Estevão
E por Benvindo acompanhado ! ...

-Descalvado , cresceu ...!

Cresce simples, companheiro ...
Encorpas o silêncio matreiro
Em seu berço semi-feito ...

Mas dirás no tempo a que veio ?!
" Vim para ficar !!!
Crescer !!!
E em meu seio
De espaço infinito
Ter as estrelas do céu ...
Ser um Lugar Bendito !!!
Dar lar e ganho ao filho nativo
E não Ter ao léu
O filho adotivo .
Suplicar noite e dia
À Virgem Maria ,
Ao Redentor :

" Abençoa nossa Terra nossa gente ,
Nossos filhos - os Teus filhos !
Oh, Criador !

Descansa sobre nós a tua Luz
- Pura Vida -

Com a Fé A caridade vem
Do alto e nos conduz
Como Santa Tua Verdade É,
Amém !!! "
marinho
Enviado por marinho em 17/07/2005
Código do texto: T35047
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
marinho
Descalvado - São Paulo - Brasil, 67 anos
146 textos (78682 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:17)
marinho