Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FALANDO DE AMOR - I

Ousando falar de amor.
O amor com certeza é um ser pulsante
que chega e já vai tomando conta de tudo
por dentro e por fora
Muda tudo e não permite ser mudado
As vezes a gente quer amar diferente
Se diz maduro, já passamos da fase de adolescente
De repente, lá estamos nós amando de novo
E amando (pasmem) como adolescentes.
O amor é ridicularmente expositivo
Expõe a nossa nudez mais intima
e não se importa com a nossa pureza pudica
O amor é sempre explosão
Não acredito em amor calmo
Amor calmo me parece sempre mais uma amizade
E amizade é amizade, boa e terna amizade.
Mas não é amor.
Amor que é amor arrebenta
Tira a gente do solo, do centro, faz a gente se perder
Amor é fogo aceso..quando apaga já não é amor
é costume, é cotidiano, é marasmo .
Amor é loucura.
Também não acredito em amor racional.
Tudo que é racional é muito normal..
E nenhum amor é normal, todo amor é especial...inracionalmente especial
Não me venham falar desse amor morno, tranquilo
de contos de fadas.
Parece mais um arranjo , uma negociata .
Amor é ferida . Daquelas que nunca sara.
De vez enquanto raspa a casca e sangra,
pra se fazer lembrar.
Desculpe se fujo das convenções...
Mas só sei amar assim.
Sergio Cortes
Enviado por Sergio Cortes em 06/09/2005
Reeditado em 09/09/2005
Código do texto: T48116
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sergio Cortes
Uberaba - Minas Gerais - Brasil, 53 anos
102 textos (4493 leituras)
4 áudios (127 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 10:56)
Sergio Cortes