Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Solidão

Poderia ser só  isto
A ingenuidade da palavra
Sensação de vazio
O vacuo e abismo completo
Poderia obter e consumir os momentos de sinergia
E fazer delas pura magia
magia que me desnuda e desaba numa só queda
uma quebra de agua
um rio que desagua aonde não vejo.
Solidão a que me abandono
nos momentos em que tu não estás
e eu fico inerte
perdida entre um momento e outro
entre passado e presente
entre marcas temporais que se esbatem cada vez mais
Perdida neste momento que desagua no tormento
do que resta do vazio total
da melancolia
apatia que me alimenta
me sobrevive
e entrego...
Poderia ser só isto
momentos
retalhos
remendos
restos...
O coração através dos tempos desenha-se em fórmulas,
cacos corroídos
pedaços desfeitos de memórias que restam
cozidos entre eles à força do tempo
tempo que insiste em não terminar.              
Joana Sousa Freitas
Enviado por Joana Sousa Freitas em 10/09/2005
Código do texto: T49314
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Joana Sousa Freitas
Portugal, 40 anos
118 textos (7239 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 10:07)
Joana Sousa Freitas