Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ao chegar do evento, ainda impregnada pelo cheiro de flores, ouvindo os ecos dos lamentos, deitei-me.


Cobri-me mentalmente de pétalas de rosas, e imaginei-me em um sarau onde cítaras emitiam sons... Vi flores espalhadas pelo chão. Begônias, lírios, rosas, camélias...


Acendi um incenso. Estava tão fora de mim que não sabia mais o que fazer. Queria chorar, mas as lágrimas estavam represadas.


Entoei um mantra.


Balançava a cabeça, chegava à janela, olhava o céu...


Senti por alguns segundos que meu lugar não era mais aqui. Ansiei por um par de asas.


Queria voar, voar, e nunca mais voltar!
belvedere
Enviado por belvedere em 09/10/2005
Código do texto: T58038

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Texto de Belvedere Bruno). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
belvedere
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
220 textos (73244 leituras)
5 e-livros (1070 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 18:17)
belvedere

Site do Escritor