Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


 
Gosto de mim

 
As marcas do meu tempo...
Houve um tempo, distante
em que o espelho nada me dizia
não havia rugas no canto dos meus olhos
a pele tinha um brilho, um viço –
as preocupações não iam para a cama –
dia seguinte uma praia seria a solução.
Tempos bons?
Onde a linha reta era chamada de futuro
tempo de liberdade, idas, festas
casas sem grades,
os jardins eram os muros.
-Medo?
Era só se apegar com São Sebastião,
que ele nos livrava dos males
que vinham dos ares.
Mas quer saber?
A minha juventude vista de longe,
mostrou-me uma alma, perdida, vazia.
Hoje, tenho um rosto marcado
em cada linha tem uma história
uma lágrima
uma dor, e até algumas grandes de vitórias!
Toda lágrima tem a sua vantagem...
Cheguei enfim, onde eu queria!
As marcas que eu trago no corpo,
e no meu rosto,
São as obras de arte do tempo
que no resultado final,
desenhou em mim o amor.
Gosto das minhas rugas,
e de ser o que sou...
E em meu sorriso
está escrito toda minha história
O que importa é essa que hoje eu sou.


- Liduina do Nascimento











.
 
Liduina do Nascimento
Enviado por Liduina do Nascimento em 17/02/2017
Código do texto: T5915672
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Sobre a autora
Liduina do Nascimento
Fortaleza - Ceará - Brasil
1700 textos (67072 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/04/17 09:04)
Liduina do Nascimento

Site do Escritor