Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VISÃO POÉTICA

              Em meio a tantos encontros e desencontros, barbáries e tempestades da alma, no alto da colina, descortina, a poesia. Contemplando o mundo, tal como a estatua da liberdade, com a tocha da igualdade e os olhos da esperança. Olhos fitam a luz do horizonte, contemplam ao pôr- do- sol, matizes dourado de todos os amores (eternos e fugazes). A poesia brilha tal como a lua em lago solitário. Transcende o azul do céu e paira por entre a bruma da imaginação, embrião de novas criações.

             A poesia se irmana a todas as orações. Catedral de todas as canções ditas e não ditas. No silêncio- a inspiração- o mais puro de todos os metais, feito pedra lapidada aos ventos. E caminha, então, por todos os desertos, com seu farol de luz, como água para todas as sedes, feito vinho de requintada ceia. A poesia navega por mares entre homens de armados medos.

             É voz da fé que exalta o altíssimo, como incenso alado, renovação de todos os templos. Poesia, coluna mestra de todas as vozes, tambor de todos os protestos, violino de todos os sonhos. É música com sua escala de versos, de rimas múltiplas, tais como sons de uma afinada orquestra.

          A poesia desconhece raças, credos ou cores, pois é hino universal. Letra de todos os homens, fogo de todas as dores. Luta contra os abismos, ciladas do mundo, e permanece enquanto houver esperança por dias de sol.

        Poesia dos apaixonados, dos descamisados, dos fracos e dos sensíveis. Bússola na direção do amor e do perdão. Arte da palavra que, percorre guerras, desafia falsos, com a fé se encontra e com a paz se abraça.

        E na mais recôndita vila, na mais distante das ilhas e em alto mar, ali também estará a poesia, pois poesia é essência, sem fronteiras, nem barreiras. E em cada olhar de coração puro, em cada gesto gentil, em cada palavra de apreço, ali estará a poesia e se reconhecerá um verdadeiro poeta!

 Cassiano Santos Cabral – Núcleo de Literatura da ACAEG
Poeta. Autor dos livros de poesias: Cavalgada de Esperança e Vai e Voa. Bacharel em Direito. Assistente de Promotoria do Ministério  Público, em Gramado. Professor de Italiano.

pássaro poeta
Enviado por pássaro poeta em 19/10/2005
Código do texto: T61118

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
pássaro poeta
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil
532 textos (101463 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 14:08)
pássaro poeta