Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Chuva no Sertão


Que venha em boa missão chuva no sertão
Seja saciada a sede, seja aplacada a fome.
Adubando o solo árido do triste sertanejo
Garantindo trabalho digno e na mesa alimento

Venha logo chuva, por este povo tão desejada
Devolva o verde das árvores e secas matas
Inunde os rios com a água mais pura e cristalina
Traga de volta a esperança e alegria dessa gente

Atenda Senhor este nossa doída manifestação
A miséria sem piedade a este cidadão consome
A tal luz no fim do túnel sinceramente não vejo
Enxergo políticos enriquecendo com meu tormento

Crianças morrem desnutridas e ninguém faz nada
Nossos infortúnios sustentam grandes mamatas
Nossos pratos vazios e ladrões em mansões e piscinas
Favorecer-se da desgraça alheia é coisa indecente



84351-mini.jpg
Interação de Trovador das Alterosas

Uma oração pura com um ensejo
Que nosso poeta fez de coração,
Pedindo benção para o sertanejo
Que Deus mande chuva pro sertão.


3815-mini.jpg
Interação de SanCardoso

Deus é Pai não é padrasto
Sabe aliviar todo tormento
À fé do sertanejo é lastro
Alivia a dor e trás alento


2184-mini.jpg
Interação de Uma Mulher Um Poema

SECA CRUEL E PERVERSA.

É muito triste a seca no sertão,
Falta na mesa o arroz e a farinha,
Não há um pouco de milho nem feijão,
Foi embora a Seriema e até a rolinha.

Com essa seca cruel e perversa,
As coisas se complicaram pro agricultor,
Não se vê uma gota d'água na cisterna,
O nordestino sofre num profundo clamor.

Os açudes secaram com a falta de chuva,
Muitos pássaros já morreram no chão,
Não se encontra mais a grande fartura,
Por todo canto só se vê terrível destruição.


22088-mini.jpg
Interação de dinapoetisadapaz

Um homem de bom coração
Do sertanejo se compadece
Pede chuva para aquele rincão
Oh Deus, escuta essa prece!


174534-mini.jpg
Interação de George Gimenes

Desta seca interminável
Causando miséria e dor
Num povo sofrido e afável
Forte e batalhador

Tu somente tens a chave
Dos céus - te pedimos, abre 
Caia a chuva com vigor. 
Suave precipitação

Aguardamos com fervor
Também sara a nação
Alço a voz neste clamor

Vem, restaura a esperança
Do velho e da criança 
Por Jesus, o Rei, Senhor.


154284-mini.jpg
Interação de zezezus

A DEUS DO CÉU LEVANTO AS MÃOS
MANDE CHUVAS PRO SERTÃO 
O MAIOR VENENO É A PESTE 
A SECA QUE IMPERA NO SERTÃO 
MATA BICHOS,MATA GENTE 
EM OUTROS LUGARES ENCHENTES/
A DEUS LEVANTO AS MÃOS....


147307-mini.jpg
Interação de Paulo Miranda

Uma secura se cura
não é só com o cair das águas
só enternece a vida dura
o ditoso sair das mágoas...


90671-mini.jpg
Interação de Orpheu Leal

OS POLÍTICOS IGNORAM
TODA DOR DO NORDESTINO
E OS SERTANEJOS IMPLORAM
SÓ A DEUS POR SEU DESTINO.
Fábio Brandão
Enviado por Fábio Brandão em 13/09/2017
Reeditado em 20/09/2017
Código do texto: T6112763
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fábio Brandão
Contagem - Minas Gerais - Brasil
2259 textos (433887 leituras)
1 áudios (157 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/09/17 08:26)
Fábio Brandão