Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

É ela

E hoje me pego pensando onde foi que perdi o controle das coisas para que chegasse a esse ponto de confusão mental. Será que um simples esbarrão de um pé seria o responsável por desencadear todos esses sentimentos desenfreados? Acho que não. Provavelmente já existia algo reprimido, mas tão fundo que seriam necessários anos de terapia para desenterrar e digerir. Ah, mas esse sorriso que entorta levemente a cabeça e vai surgindo tão devagar que o próprio tempo para só para admirar, esse sorriso que arranca meu mau humor crônico, me fazendo sorrir e não ter nenhuma resposta pronta e mal educada mesmo para as falas mais idiotas. Talvez a culpa seja dos olhos com esse brilho infinito que irradia mais calor que o sol no mês de agosto, ou talvez a culpa seja do meu coração que por deveras insiste em te querer absurdamente, ignorando todas as variáveis dessa equação. Esse coração que insanamente me transporta em pensamento para um futuro completamente impossível onde caminhamos de mãos dadas, sem medos, sem dramas, apenas eu e você seguindo.
Eu fecho os olhos e ainda sinto seu cheiro na minha pele, lembrar do seu toque ainda me causa arrepios. É como se eu me teletransportasse para meus dias de adolescente escolhendo uma roupa que você possa gostar de me ver, fazendo o mesmo trajeto a fim de cruzar com o seu caminho só para ver um sorriso seu. Isso assusta, causa medo e até pânico, mas não dá pra deixar de viver por medo, é a máxima: vai e se der medo vai com medo mesmo.
Mas definitivamente o pior é saber o quanto eu gosto de tudo isso, gosto de saber que você está por perto, gosto de sentir teu corpo próximo ao meu, gosto de entrelaçar meus dedos nos seus, gosto de sentir seus lábios como meu refúgio, como se de repente tudo no mundo desaparecesse e fôssemos apenas nós. Quero te dizer meu bem que nesse momento, em que me falta a razão, é você a dona dos meus pensamentos e desejos mais profundos, é você que me faz suspirar pelos cantos com um sorrisinho de canto de boca, que deixa as pessoas confusas sobre minha saúde mental. É você quem eu quero e espero sem me preocupar com o amanhã.
Deisinha Kaisa
Enviado por Deisinha Kaisa em 09/10/2017
Código do texto: T6137252
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Deise Kaisa). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Deisinha Kaisa
Bom Jardim de Goiás - Goiás - Brasil, 31 anos
61 textos (4018 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/11/17 23:30)
Deisinha Kaisa