Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Partida (mini conto)


Lisboa vista ao longe, com o seu casario arrumadinho pelas colinas abaixo, com o seu castelo altaneiro, as suas igrejas e monumentos, atestando o seu passado cheio de história, memórias vivas de um povo, descendente de orgulhosos e destemidos obreiros, incansáveis construtores de um país em que por si só a pedra dos monumentos fazia a história, parecia um presépio, ou uma tela primorosamente pintada com mão de mestre, de tão bonita que era.
Mas quem olhasse atentamente, podia ver através do seu coração que ela não estava indiferente. A chuva miudinha e fria atestava essa tristeza. As folhas atulhavam quietas e já mortas o chão das calçadas. Lisboa vestia-se de luto e de festa numa ambivalência pesarosa e telúrica quando seus filhos partiam. Mas quantas lágrimas verteste tu linda Lisboa, quando em tempos idos, as caravelas demandavam terras desconhecidas, levando os teus filhos, muitos sem retorno à pátria amada…

de t,ta


Um pequeno estrato de um capitulo do Livro de recordações da mesma autora.
Tetita
Enviado por Tetita em 26/08/2007
Reeditado em 08/12/2007
Código do texto: T624843

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tetita
Setúbal - Setúbal - Portugal
1397 textos (80132 leituras)
65 e-livros (5625 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 14:38)
Tetita