Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Um Livro Chamado SOLIDÃO

S

Saber não sabendo que se sabe é uma possibilidade de sermos mais felizes. É grandioso e angustiante.
O conhecimento, em sua essência, traz a angústia de mais conhecimento na vã esperança  de que aquela passe. A angústia é inerente ao ser humano, é o que o caracteriza como tal. Advém do conhecimento. Este é simples e duradouro, não é capaz de exterminar todos os males se o indivíduo assim desejar.
Este livro é grande e angustiado motivado pelas pressões fisiológicas de um corpo e a solidão aterradora de uma alma! Como isso pode ser grandemente egoísta (e o é!).
A escrita se faz neste momento mediante a necessidade extrema do grito que não acontece porque não há ninguém que possa ouvi-lo e a garganta aflita fecha-se e impede o estrondo. A escrita é uma angústia. É o resultado da falha de todas as outras formas de comunicar. Nela, ninguém interrompe, ninguém discorda. É o espelho silencioso do Narciso-Escritor. Uso este espelho agora e digo o que é bom e ninguém contesta. Mas isso não é mais suficiente. É preciso Outro para dizer, quero ouvir o Outro. Quem dera então o espelho falasse sem minhas mãos!
Não precisar é preciso!
Lia Tavares
Enviado por Lia Tavares em 27/08/2007
Código do texto: T625696

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Lia Tavares
Fortaleza - Ceará - Brasil, 35 anos
200 textos (10342 leituras)
4 e-livros (1253 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 21:31)
Lia Tavares