Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Menino do coletivo

Anda descontraído, sem pressa com sua indumentária própria utilizando na maioria das vezes um acessório: o boné sua marca registrada. Com um sorriso aberto revelando o mundo. Às vezes lembra um personagem de um filme "Eduardo Mão de Tesoura", sempre agradando as pessoas que o cerca, inoscente no seu gesto, porém alerto como um escoteiro nos resultados. Tu é uma cilada que muita gente gostaria de cair, sua fala mansa, mas grave nas suas colocações, criterioso nas suas escolhas, tu não é nenhum Apolo, mas tem o que Apolo não tem; o Cotidiano.Tem horas que age pelo extinto e se torna abstrato, contudo sua sinceridade o acompanha, es cruel, crueldade que faz ser leal e essa lealdade o faz ser querido e desejado e amado. Afinal es um menino comum tão comum que se torna especial. Quando olhamos em seu rosto enxergamos um homem menino, e um menino homem, redudante não? Mas feliz aquele que nunca deixou apagar o brilho do que fomos na infância, ao jogar uma "peladinha" e fazer um gol, ou ganhar um presente.
Pensei como terminar essa biodescrição desse ser, ouvindo Elton John, falando de sentimentos em suas melodias ao inicio de mas uma madrugada. Poxa! tu es tão autêntico que acorda para vida como nascesse; totalmente despido, e a cada manhã apanha o coletivo e inspira nossa libido.
Marcos Soares Mariá
Enviado por Marcos Soares Mariá em 24/10/2005
Código do texto: T62850
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcos Soares Mariá
Recife - Pernambuco - Brasil, 46 anos
70 textos (16558 leituras)
1 e-livros (63 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 10:27)
Marcos Soares Mariá