Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DIVIDA DE AMOR

ESTOU DEVENDO UMA FORTUNA ASTRONÔMICA EM AMOR, FUI CEGO
UM POUCO INSANO, JÁ NÃO DURMO, JÁ NÃO COMO, JÁ NÃO AMO
ESTOU EM AGONIA, NÃO  SEI COMO ME DEIXEI ENDIVIDAR DESSA
MAGIA, FUI VITIMA DA CARÊNCIA DO CARISMA DO CARÁTER DA
EMPATIA
NÃO SEI COMO PAGAR NÃO SEI COMO AMAR, ÀS VEZES NEM SEI
CHORAR, NO TEMPO QUERO VOLTAR
PRECISO ME TRANSFORMAR NÃO VOU ME ENDIVIDAR, NÃO VOU ME
DEIXAR AMAR, SEM LOGO PODER PAGAR
NÃO QUERO AMONTOAR A SOMA NO GRANDE MAR, SOU LEIGO NÃO
SEI PESCAR, SOU PÁSSARO NÃO SEI VOAR,
POR ISSO, VOU MERGULHAR ATE AO FUNDO CHEGAR, COM PRESSA
VOU ESCAVAR  SÓ PARO PRA DESCANSAR SE FOR PRA ME ANCORAR
DO SONHO VOU ACORDAR, NO PARQUE QUERO BRINCAR, CRIANÇA VOU
ME TORNAR, NO MAXIMO VÃO ME INTERNAR...
Ted babado
Enviado por Ted babado em 29/08/2007
Código do texto: T628832
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do altor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ted babado
Botucatu - São Paulo - Brasil
170 textos (8015 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 16:22)
Ted babado