Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POR ESSAS E MAIS OUTRAS

O dia percola sombrio
Nas aves, os olhos não vêem
Betume aprimora o ficar
Assim, espora se arrisca a curar.

A brisa se encolhe por medo
Aluvião responde ao segredo
Nossos ovos mexidos nas ruas
E eu a fisgar a memória.

Passado de história:
Resta o mar choroso que está
A poesia por dentro dos ossos
Resmunga na prancha que dói.

E, dormindo à sombra, segue o limo
Sempre com o azul no olhar
Mente sem o mel a disfarçar
E eu à penumbra, na sala de estar.
Cesar Poletto
Enviado por Cesar Poletto em 29/08/2007
Reeditado em 13/05/2008
Código do texto: T629643

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cesar Poletto
Piracicaba - São Paulo - Brasil
732 textos (34316 leituras)
1 e-livros (249 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 00:12)
Cesar Poletto