Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Uma voz além dos horizontes

  Na imensidão dos horizontes, pelo eco dos ventos que se espalham pelos ares do infinito, ouço tua voz, como um grito, e fico a procurar
pelos extremos, sem saber onde estás. E o teu grito vai se perdendo
pelo vácuo da serra estremecida. Longe, muito longe teu grito vai, eu
me perco pelos ares a contemplar o azul do horizonte entre a serra e
o céu, que eu fico a espiar, na ilusão de que lá vou te encontrar. Vejo
as nuvens passeando, levadas pelo vento a soprar, ah se eu pudesse, nelas também voar! Pra junto a ti lá no infinito também ficar.
   A tua voz nesse eco triste se despeça pela imensidão e vai se distanciando até...até aonde não sei, só sei  que não escute mais.
    Oh vento! Trazes novamente essa voz,pelo teu eco, essa voz que
eu preciso ouvir, deixa-a soar nos meus ouvidos, não a leves para os
ares, deixa-me ouvi-la, ouvi-la até.. Quando?
BLopes
Enviado por BLopes em 04/09/2007
Reeditado em 23/09/2007
Código do texto: T637696
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BLopes
Itapetim - Pernambuco - Brasil, 73 anos
1067 textos (108674 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 08:47)
BLopes