Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Passeio ao entardecer

Havia sinais no céu
As nuvens desenhavam o que
parecia uma mulher chorando
Não sei por que nós também ficamos tristes
Ninguém quebrou o silêncio
caminhamos ensimesmados por um longo tempo.
De repente o vale em meio ao pôr-do-sol
Sob uma explosão de vermelho, laranja, amarelo e azul
Hoje quando me lembro, sei que poderia ter imaginado
meus verso mais lindo
Um momento de verdade absoluta
E a brisa refrescante da noite,
era como o sopro de Deus no rosto do primeiro homem
As primeiras estrelas e
o são Francisco como uma serpente mágica
Lá embaixo, ao longe divinamente
refletia todo o esplendor daquela hora.
Grácio Reis
Enviado por Grácio Reis em 04/09/2007
Reeditado em 11/10/2008
Código do texto: T638846

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Grácio Reis
São Paulo - São Paulo - Brasil, 64 anos
1314 textos (51481 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 19:01)
Grácio Reis