Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MORTE AOS LOUCOS

Às vezes queremos que o mundo inteiro pense como a gente.
Que todos tenham garra, determinação e lutem por seus ideais.
Algumas vezes investimos muito numa amizade, num amor.
Imaginamos sermos imprescindíveis no trabalho, ou no coração de uma pessoa.
Ao primeiro sinal de contradição, nos relegam a um segundo plano, nos descartam como uma flor morta, um sapato furado ou um velho ao asilo.
Azar de quem se atreve a querer mudar o mundo.
Infelizes dos que pensam diferente.
Morte aos loucos.
Aos loucos de dedicação, aos loucos de solidariedade, aos loucos de paixão.
Mas, como bem disse Machado de Assis em "Memórias Póstumas de Brás Cubas", "antes cair das nuvens do que de um terceiro andar".
Alguns teriam preferido cair do terceiro andar.
Cair das nuvens é morte certa.
Cidinha
Enviado por Cidinha em 08/09/2007
Reeditado em 08/09/2007
Código do texto: T643224
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cidinha
Campos do Jordão - São Paulo - Brasil
112 textos (7680 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 21:07)
Cidinha