Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
SOU ASSIM(!?)

Sou uma pessoa ajustada/desajustada, depende do momento...
Consigo ficar quieta, mas sou muito inquieta; penso, falo(muito), silencio, grito e em seguida me calo, mas depois recomeço...  O que eu penso o que eu sinto e o que quero é o agora, o hoje; amanhã não sei mais, nem sei se virá.  Não fumo, mas, às vezes, falo palavrão(que coisa feia).  Bebida? Água, água de coco, caipirinha e vinho(ADORO).  Sou mulher, mãe, amiga, menina, esposa/amante/namorada, irmã, Apaixonada pelo conhecimento, gosto de ler e escrever, adoro poesia.  Adoro o campo, dormir de rede, banho de chuva, de açude, de rio.  

Já curti festas, virar a noite e abusei da sorte algumas vezes(milhares)... Agora não curto mais. Multidão me irrita, a música alta me cansa.  A maternidade e a idade me fizeram mais cautelosa.  Gosto de ficar em casa com a família e os amigos, isso me faz feliz, se tiver música (MPB), melhor.  Viajar é outra grande paixão, para qualquer lugar, não importa se é serra, praia, campo, metrópoles. Vale a viagem...

Estressada, chata, mas engraçada. Se não gosto, dificilmente faço, não quero?Mmelhor não insistir...  Você vai se assustar com esse meu lado contrariado.  Adoro conversar, discutir ideias e pensamentos, sentir o vento no rosto, andar sem rumo e fazer nada(bom demais).

Não entendeu? Tudo bem, não perca seu tempo tentando, eu também às vezes não me entendo.  Apenas acredito que sou resultado de minhas escolhas, um pouco do muito que ainda quero ser, alguém que acredita no ser humano, na vida e tem certeza que está neste mundo para ser feliz e torná-lo um pouco melhor... Se estou fazendo? Não sei...  Mas como diz Clarice Lispector em Perto do coração selvagem ... "É curioso como não sei dizer quem sou. Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer. Sobretudo tenho medo de dizer porque no momento em que tento falar não só não exprimo o que sinto como o que sinto se transforma lentamente no que eu digo."

Já plantei uma árvore, tive filhos e escrevi um livro. De que mais me orgulho? De ter despertado a vontade de aprender em alguém e ser chamada de PROFESSORA por alguns, ganho meu dia quando reencontro um ex-aluno. Sou assim, muitas, nenhuma, algumas... Sou mudança, transformação, vontade de ser e certeza de não saber-se ser. Importa-me mais viver, ser feliz e lutar por meus sonhos. Sou Feliz Assim... O hoje descortina-se belamente e preciso vivê-lo antes que o amanhã chegue o transforme em ontem.


 
Ângela M Rodrigues O P Gurgel
Enviado por Ângela M Rodrigues O P Gurgel em 09/09/2007
Reeditado em 05/05/2012
Código do texto: T644787
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Ângela M Rodrigues O P Gurgel
Mossoró - Rio Grande do Norte - Brasil, 54 anos
1555 textos (396964 leituras)
5 e-livros (496 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 17:33)
Ângela M Rodrigues O P Gurgel