Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Eu prisioneira de mim



Olhos verdes esmeralda
mas opacos
Olhos vítreos já que não encontram
o fogo dos teus

Boca bonita
mas sem vida
Boca morta, sem o teu beijo,
puro prazer...

Mãos suaves, de princesa
mas endurecidas
Mãos inativas, não podem
buscar o calor das tuas.

Corpo vigoroso, mulher
mas estagnado
Corpo pesado sem o retorno do teu,
vivo-quente!

A fome do corpo mata
A fome do espírito se eterniza
A fome de você gera:
Dor
Ansiedade
Solidão

Eu prisioneira de mim

Como bicho preso
A busca desesperada no olhar
Que vê:
Pessoas
Objetos
Cenas

Olhos que não vêem você

A ânsia pelo vôo da liberdade
Que só a consciência pode dar
Única ciência de verdade
VOCÊ

Eu não sou sem você
Eu prisioneira de mim
Você rumo ao infinito.
Susie Sun
Enviado por Susie Sun em 10/09/2007
Código do texto: T645848

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Susie Sun
Florianópolis - Santa Catarina - Brasil
484 textos (21924 leituras)
1 áudios (194 audições)
1 e-livros (45 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 14:23)
Susie Sun