Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AMASTE?

Se dormes por fora e inverna por dentro... amaste.
Se chorosa é a voz que o sorriso embute... amaste.
Se o amor lhe cede a bendita morféia, anime-se... amaste.
Se o pascigo implora perdão e não te despenteias, descabelas-te... amaste.
Se tocas a prímula com a mão alheia e sua nas coxas... amaste.
Se ao fim do poema, cantado e regido, tu achas o Erasmo...
E as bambas pernas bobas arqueiam para frente... amaste!
Cesar Poletto
Enviado por Cesar Poletto em 12/09/2007
Reeditado em 06/05/2008
Código do texto: T649877

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cesar Poletto
Piracicaba - São Paulo - Brasil
732 textos (34289 leituras)
1 e-livros (249 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 22:32)
Cesar Poletto