Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ME CURVO DIANTE DO AMOR

ME CURVO DIANTE DO AMOR

Me curvo diante do amor para tentar entender,
o porque de tanto sofrimento diante de ti,
são lagrimas que não cicatrizam, quando
o amor nos laça, mas que o tempo desfaz
o nó de uma vida que viveu o amor
por instantes,conhecendo a felicidade
que virou lembranças doloridas...

Quando ao seu lado tudo parece flor,
um furacão chamado discórdia
começa a brotar colocando espinhos
de agressividade, rompendo
promessas de amor eterno...

O amor verdadeiro, aquele de alma.
E não a paixão da carne...
consegue passar pela vida
vivendo da felicidade de estar
ao lado de sua alma gêmea...

O amor puro é um paraíso
que tudo olha e só enxergar
a beleza da sensibilidade
do olhar...

O amor que nasce da paixão
pelo prazer, tem no futuro
a mistura do ódio com a lembrança
de uma ilusão que fez a vida
sofrer derramando lagrimas...

O amor é o cotidiano da companhia,
o aconchego, e a solidariedade
com o compromisso de realizar
sonhos juntos até que a missão
seja cumprida para juntos viverem
no paraíso cercados de amor....





poeta da paz
Enviado por poeta da paz em 13/09/2007
Código do texto: T651283
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
poeta da paz
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 61 anos
3694 textos (147925 leituras)
186 e-livros (26794 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 11:01)
poeta da paz