Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Musa no Ar

             
                                                       
     Não tem quem precise, sem ter dúvidas, quem mais acarreta  olhares encantados: seu vôlei ágil e dourado ou seu sorriso certeiro e apaixonado
  Apaixonado pelo seu jogo, pelo seu objetivo, por suas vitórias, por suas conquistas, por suas jogadas que correm pelo ar e caem no lado adversário que deve atacar

  Inerentes olhares admirados, de todos que se extasiam ao vê - lá brilhar, ao vê - la sorrir, ao vê - la chegar
   E, até chorar e sentir no terno peito a medalha perdida, a oportunidade passada, a perda engasgada

  Mas, como o esporte, a vida é um jogo
  De altos e baixos, de bons e de tolos
  De fatos que marcam e intimidam, de pessoas que surgem e iluminam
  Como ela, a musa - mor, a bela da partida
  A mais amada da quadra, a alegria do povo
  A dona do campeonato, a estrela da torcida

  Múltiplas faces
  Da menina de Minas
  Da "fenômeno" da seleção
  Da oposto, cidadã do mundo
  Da bela que expõe toda emoção

  Alegria é ver sua felicidade
  E acompanhar o imperialismo que possuis, gata mineira
  Que honra a bandeira brasileira
  Vibrar torcendo por ti
  Hoje e a vida inteira
 
  Todas as virtudes faltam para definir sua presença
  Perfeita, amável, faceira, guerreira
  Sheilla ou simplesmente Sheillinha,
  Você é nossa doce rainha
 
  * Homenagem a grande atleta brasileira: Sheilla Tavares de Castro
Pripaulista
Enviado por Pripaulista em 14/09/2007
Reeditado em 31/05/2015
Código do texto: T651876
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Pripaulista
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 116 anos
52 textos (52749 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 00:18)
Pripaulista