Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vontade de todas as vontades do mundo

Dias doídos os meus.

De doer é a minha vontade: todas as vontades do mundo é o tamanho da minha vontade. É dele ela.

Vontade assim:
de ver nos braços dos outros os dele;
no andar dos mais bonitos - pra frente -, ele me vindo.

Vontade de fazer rosto corar, corpo esquentar:
de encabular.

Vontade que dói.
Vontade sem fim: que não se pode matar;
e, mesmo se pudesse, nem morreria.

Vontade que dá e não passa.
Vontade que dá e dói.
Cristina Carneiro
Enviado por Cristina Carneiro em 30/10/2005
Código do texto: T65307
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cristina Carneiro
Fortaleza - Ceará - Brasil, 34 anos
56 textos (2431 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 14:07)
Cristina Carneiro