Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dor de Alma

Há dores que palavras curam
Há dores que só a arte remove
Há dores e feridas tão profundas
Que até morrer seria anestesia

Há dores que gritam silenciosamente dentro
Há dores que gemem constantemente
Há dores que tomam nossa mente

Há dores que aprisionamos
Há dores eloqüentes e devastadoras
Há dores que nos consomem e nos
Fazem esquecer que somos gente
Há dores que transformam
Amor em fera
Humano em bixo
Paz em guerra

Há alma
E ainda há quem acredite em comprimidos,
Se é tão complexa a alma,
Nada melhor que diálogo de almas

Há dores que só a arte cura
Que uma palavra basta
Uma atitude
Um gesto
Há cura!

Não há dores únicas
Todas são sós e coletivas
Não há nada mais “são” que dor de alma
E nada mais lúcido que dizer que está nas emoções
sua cura!
Melina Guterres
Enviado por Melina Guterres em 18/09/2007
Reeditado em 18/09/2007
Código do texto: T658284

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Melina Guterres - Jornalista). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Melina Guterres
Santa Maria - Rio Grande do Sul - Brasil, 35 anos
34 textos (1382 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 04:20)
Melina Guterres