Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Eu , o Vento e o Tempo


Te procuro pela noite fria como o vento a vagar pelas ruas desertas da cidade,
sem sequer alguém saber pra onde vai.
Assim imagino eu vagando em pensamentos numa busca incerta;
Talvez  o vento se contente consigo mesmo, como se fosse um passeio; do seu tempo faz sua felicidade; se diverte balançando as folhas das árvores e arrastando as folhagens secas,e ás vezes fazendo redemoinhos ou até mesmo sorrindo de alguém que se encolhe e reclama do frio.como um menino maroto que se diverte num vexame de saia solta que subitamente se ergue.
Mas, enfim pensando bem; não posso ser como o vento,pois  seus afazeres o diverte ou pelo menos ocupa seu tempo, já que meu tempo parece vago como uma eternidade pois a solidão parede consumir os minutos e a incerteza devora as horas que vivo sem você.
meu relógio parece preguiçoso e enfadado com o tempo quem nem liga mais com o futuro que  também vagarosamente vem chegando,
e nem com as expectativas que quase despontando se mostram ao longe;
Mas a vida passa dissimuladamente e eu esperando que de repente
encontre expressões que me façam acostumar a viver sem você.
                                                                                     
Reinaldo Silveira
Enviado por Reinaldo Silveira em 21/09/2007
Código do texto: T661529

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Reinaldo Silveira
Governador Jorge Teixeira - Rondônia - Brasil, 37 anos
272 textos (31532 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 10:19)
Reinaldo Silveira