Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Coração de índio

Coração de índio

Enterrem meu coração na curva do rio,
mas  na curva de um outro rio vermelho.
Para que alguém com ele viva e seja feliz,
se gostar do perigo da poesia.
Que tenha a alma de pastor errante.
Meu coração é boi criado solto;
Não aceita canga,
mas as vezes é presa fácil.
Precisa de um pouco de amor,
pouca gordura
 e pouco sal.
Grácio Reis
Enviado por Grácio Reis em 22/09/2007
Reeditado em 01/10/2014
Código do texto: T664150
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Grácio Reis
São Paulo - São Paulo - Brasil, 64 anos
1328 textos (51700 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 18:48)
Grácio Reis